Priscilla Alcântara divide opiniões ao lançar o clipe "Empatia"

Cenas retratando a santa ceia traz em sua formação, pessoas de diferentes gêneros, em contrates com temas como homofobia, suicídio e racismo. 



Lançado no final da tarde de ontem (15/01), o clipe da canção "Empatia" que compõe o disco "Gente" de Priscilla Alcântara dividiu opiniões e chama atenção pela criatividade, ousadia e um bom conceito visual. 

A letra da música cantada pela cantora traz em seu conteúdo o significado da palavra empatia, e o clipe retrata exatamente isso. "Eu sou igual a você. Então, faça por mim o que faria a você". Esse é o recado, a mensagem que o clipe traz. Cenas retratando acontecimentos bíblicos foram recriados para os dias atuais onde a exposição do verdadeiro ser das pessoas está a nossa vista. Se colocar no lugar de quem é ferido, apedrejado, representa amor, empatia e respeito pelo próximo. O significado de empatia caminha lado a lado com repeito e amor, e é isso que existe no clipe. 

As opiniões a respeito do clipe e até sobre a própria vida da cantora foram expostas em grupos de whatsApp. Teve alguns que disseram: "acho que precisa se converter totalmente na opinião fora do princípio de Deus" (Amigo, reformula ou decifra, porque o negocio ficou meu desconexo). Outros exclamaram: "Um verdadeira Cristã, trazendo o amor de cristo para todas as pessoas". Teve até aqueles, que mesmo de forma clara e evidente, expuseram: "Amei a produção, mas não entendi nada kkkk", disse um internauta na plataforma de mensagens instantâneas. 

O que mais importa, é que a mensagem que carrega a canção pode ser ouvida por muitas pessoas, visto que no momento de publicação desta matéria, o clipe já alcançava a marca de 630 mil visualizações, sendo o 5º nos videos em alta. Vale lembrar, que na ocasião do lançamento do disco, a cantora figurou por varias horas, no primeiro lugar nas plataformas Deezer, Spotify e Youtube. 

Assista o clipe: 

Um clipe como esse, em um contexto onde a sociedade brasileira está envolvida em debates a respeito da homofobia, racismo, misoginia suicídio, é algo para ser comemorado pela comunidade cristã, e não apedrejado. A cantora traz um conteúdo ousado, em um estilo pop diferente, mas a mensagem é aquela fundamental no evangelho. O AMOR. Parece que nos dias atuais, esquecemos de amar o próximo, respeitar e agir com empatia. Precisamos a cada dia renovar esse sentimento em nós, sabendo e reafirmando nossa vida com Cristo, mas dando espaço para que mais gente o conheça de verdade.
Alisson Lima | DESKTOP GOSPEL 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages