BACKING VOCAL #01

É com imensa alegria que iniciamos mais um quadro no Desktop Gospel que nos enche de orgulho. Backing Vocal é o nome dessa nova idealização do DG.


É impossível falar das grandes e mais marcantes produções musicais dos últimos tempos, sem fazer alusão ou até mesmo reverência a um grupo seleto de participantes envolvidos em cada projeto, que deixaram registrados a beleza e grandeza de suas vozes.

É dos back-vocais que estamos falando, eles são responsáveis por ajudar os produtores musicais a deixar o resultado de seus “filhos” muito mais bonitos, caprichosos e diferenciados. É deles a responsabilidade por muitas vezes tá o “Toque final” no CD/EP/Single dos cantores, e diria até, é deles muitas vezes o papel de protagonismo nas canções em que o interprete não consegue se destacar.

Não podemos começar a falar dos grupos de vocais mais destacados e talentosos da atualidade, sem antes fazer uma homenagem mais de que justa aos “Best Selers” que marcaram época e gerações até os dias atuais. Iremos citar aqui os grandes mentores e pioneiros que revolucionaram a música gospel junto com seus “líderes” produtores musicais que começaram lá no comecinho da “Época de Ouro do Gospel” no Brasil, isso mesmo, no início dos anos 2000!

Eles ficaram conhecidos nacionalmente por seus timbres, afinação, ousadia e ineditismo, além de saírem do simples papel de “apoio”, para se tornarem peças chave nas produções musicais dos grandes maestros geração 2000, dentre os principais destacamos Jairinho Manhães, que como já foi dito em outras matérias aqui no DG, foi o detentor da renovação do pentecostal no Brasil, ele renovou e reinventou a forma de “fazer música gospel” e claro, foi dele as melhores ideias de vocais e consequentemente os melhores times de back do Brasil por anos. Melk Carvalhedo foi outro produtor de destaque dessa mesma época, teve grandes produções de destaque até os dias de hoje e aderiu a “moda” de backs de Jairinho. Outros nomes não podem deixar de serem citados como Merewilton Lages e Rogério Vieira que fizeram alguns belos e marcantes projetos no decorrer dessa década.

Você que vivenciou essa “crescente” no gospel “Dois mil” com certeza deve ter folheado alguns belos projetos gráficos e passou direto para a parte da “Ficha técnica” para ver quem havia assinado a produção musical (algo que naquela época no primeiro acorde, já saberíamos quem era o produtor) e para ver os “recheios” utilizados na produção do disco daquele cantor (Eu mesmo pulava todo encarte para chegar primeiro na ficha rs).

Com certeza os nomes que iremos mencionar a seguir, lhe são comuns em alguma época de sua vida de colecionador de CD´s:

Eyshila, Jozyanne, Cassiane, Kátia Santana, Vânia Santos, Vanda Santos, Betânia Lima, Marquinhos Menezes, Roby Olicar, Isael dos Santos, Valéria Lima, Sula Maia, Flávia Afonso, Lilian Azevedo, Janeh Magalhães, Jairo Bonfim, Joelma Bonfim, Josy Bonfim, Aldo Gouveia, Wilian Nascimento, Fael Magalhaes e Moser.

Nosso muito obrigado a todos os backs que marcaram épocas e nos ajudaram tanto a cantar pelas igrejas do Brasil com nossos queridos “Playbacks” (risos).

A partir de agora iniciamos oficialmente o quadro “Backing Vocal” com os mais conhecidos grupos de back-vocais do Brasil na atual fase da música gospel, que sofreu muitas modificações e atualizações ao longo desses anos, muitas vezes “penando” pra se equiparar a qualidade e ineditismo do tivemos no passado.

Nosso primeiro grupo de back´s são eles: Hedy Barboza, Paulo Zuckini e Paloma Possi que veem se destacando ao longo dos últimos anos como referência na música gospel pentecostal, por sua sincronia, técnica e beleza sonora.


A junção das vozes do trio gera um lindo resultado, destacado pelos agudos inconfundíveis, altos e diferenciados de Paloma, médios sustentados, blacks e fortes de Zuchini e pela base tênue e sempre bem estruturada de Hedy. A harmonia do trio impressiona!

O trio é cotado em muitas (ou quase todas) as produções dos maestros Ronny Barbosa e Tiago Oliveira, além de fazerem backs para outros produtores independentes e espalhados Brasil a fora. O trio não é “exclusivo” de algum produtor, por isso conseguem participar de muitos CDs, EPs e Singles de centenas de cantores.

É fácil saber qual time de back está participando do CD de algum determinado cantor ao ouvir as vozes características do trio, eles já são marca registrada no assunto qualidade e são desejados por muitos que desejam gravar.

Confira um dos trabalhos marcantes com a participação do trio de back-vocal.

LINK:


Everton Lima | DESKTOP GOSPEL 2019.

Um comentário:

  1. Eu amo back vocal.. fazia igual o autor do texto, comprava o cd e ia direto pra ficha técnica e hoje acompanho a evolução da música gospel e para gloria de Deus tive o prazer de gravar um single com o maestro Ronny Barboza e no back a participação de Hedy, Zuchini e Paloma e é claro fiquei muito feliz e grato a Deus pelo resultado..

    ResponderExcluir

Pages