Recentes

Duelo de Versões: A Vitória Chegou #8

Rafael Nunes | Editor 

Hoje trazemos a vocês a oitava edição da coluna do duelo de versões. Desta vez escolhemos a canção "A Vitória Chegou", uma composição de Luís Felipe gravada  pela cantora Aurelína Dourado e também por Mary Hellen.


"A Vitória Chegou", foi gravada primeiramente pela cantora Aurelína Dourado, no CD "Pra Todo Mundo Ouvir", lançado em 2015.

A versão de Aurelína, se inicia com solos de violão acompanhados pelo contra-baixo e toques de declado, e algumas batidas na bateria. Logo em seguida a cantora entra fazendo solo ao entoar a canção.

Na segunda parte da canção, podemos ouvir um solo de guitarras e em seguida a filha cantora, Luana Dourado entra fazendo uma participação especial na música. O dueto entre as duas cantoras é bem dinâmico, sem muita mudança de tons e nas notas da canção 

Os arranjos são bem simples, e segue o estilo pentecostal raiz sem muitos detalhes em sua produção. Que na parte final da canção podemos perceber as batidas mais fortes da bateria, acompanhados por leves paradinhas dos instrumentos. 

ouça a versão de Aurelína Dourado, aqui:


Mary Hellen, gravou "A Vitória Chegou" no CD "A Contagem Regressiva", lançado em 2017 com produção do produtor Janderson Almeida. 

Na versão de Mary Hellen, temos arranjos no mesmo estilo da versão anterior. A canção inicia com toques de violão, e leves toques de teclados acompanhados por samples, e com arranjos um pouco mais elaborados. 

Assim como na versão de Aurelina, a mesma coisa acontece na parte final da canção, podemos ouvir batidas mais fortes da bateria nos arranjos. A voz do back vocal é bem simples em toda a canção. 

Mary Hellen, também lançou este ano uma segunda versão de "A Vitória Chegou", no estilo forró sem muitas mudanças em seus arranjos.

Ouça as duas versões de Mary Hellen, aqui:


As duas versões particularmente são boas. Na versão de Aurelína Dourado, temos uma produção bem simples, porém possui uma beleza que nos chamam a atenção, e pela simplicidade com que a cantora transmitiu ao cantar a canção, sem muitas firulas. Na versão de Mary Hellen, os arranjos são um pouco mais elaborados seguindo o mesmo estilo simples da versão de Aurelina, mas com uma boa produção. 

Qual a melhor versão para vocês? Deixe seu comentário!

DESKTOP GOSPEL 



Um comentário:

Tecnologia do Blogger.