Recentes

Duelo de Versões: Rompendo #4

Após um período sem lhe apresentar um duelo, voltamos com o resultado de nossa votação e trazemos para vocês a canção "Rompendo", uma composição de Junior Maciel e Josias Teixeira. 


Gravada inicialmente por Elaine Martins no disco de mesmo titulo, a canção possui uma letra forte e profética, que versa sobre a missão da igreja e a necessidade de continuarmos firmes frente as perseguições, as lutas e os problemas diários. 

A versão de Elaine Martins conta com produção de Ronny Barbosa e já encarta pelos arranjos em teclado no inicio. A declamação forte do incio já nos indica uma canção com peso e força. Os violinos na introdução são arrepiantes e misturados aos demais instrumentos forma uma belíssima e harmoniosa canção. O refrão é forte e tem uma presença marcante do backing vocal. A interpretação de Elaine mais uma vez é de tirar o folego e faz dessa uma das melhores faixas do álbum.

Ouça a versão de Elaine Martins: 


Com mesma força Eveny Braga lançou no disco "Tempo de Cura" a canção "Rompendo". A introdução que é feita em forma de declamação, assim como na versão anterior, tem maior peso já vem com violinos e um backing vocal de fundo acompanhando a cantora. Backing este que aprece em toda a faixa de forma afinada e com uma força arrepiante. A produção de David Benet e tem uma diversidade de arranjos muito boa. As batidas são boas, os violinos por toda a faixa dão um brilho a mais e a guitarra em alguns momentos foi algo belíssimo de se ouvir. A interpretação da cantora é muito boa, porém poderia ser melhor. Em alguns momentos ela simplesmente fala as frases. 

Ouça a versão de Eveny Braga: 


As duas versões estão no mesmo nível pois a canção pede algo de impacto e com peso. A versão de Elaine Martins é mais dinâmica e possui uma belíssima interpretação da cantora. A de Eveny tem mais peso e força, porém a interpretação da cantora não é muito boa. 

Qual sua preferida? Deixe nos comentários. 

Alisson Lima | DESKTOP GOSPEL


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.