Recentes

A enxurrada de "Lives" e o descontentamento dos fãs

O ano de 2017 está sendo muito produtivo e cheio de novidades. As plataformas digitais dominaram o mercado fonográfico e na música gospel não foi diferente. Mas uma outra novidade que foi alavancada esse ano foram as chamadas "lives", ou como todos insistem em chamar "lives sessions".


Esses projetos tratam-se de vídeos gravados ao vivo em estúdio, com imagens e cenários rebuscados. A pioneira nesse projeto no Brasil foi a gravadora Sony Music com as conhecidas series de vídeos "Sony Music Live". A gravadora lança periodicamente 3 vídeos dos artistas de seu casting, esse vídeos são separados por temporadas e seguem uma harmonia entre si. 

Seguindo o que foi iniciado pela Sony, outras gravadoras e cantores reformularam a ideia e passaram a lançar de forma aleatória os vídeos. A gravadora MK está enchendo o seu canal no youtube com Lives de Music Sessions de seus artistas. O diferencial da MK é que o cenário é o mesmo na maioria dos vídeos e eles não possuem temporadas. Ao que tudo indica a gravadora posta entre 2 a 4 vídeos por semana. São tantos vídeos que nem sabemos qual assistir e alguns internautas comentam que a gravadora já está pronta para ornamentar festas de formatura e aniversários mais clássicos (rsrs). 

Os fãs começaram a questionar essa quantidade de lives e o sumiço quase que imediato dos clipes. Não sabemos o que ocasionou essa escassez de clipes nos últimos meses, mas acreditamos que todos estão querendo apostar no novo. Podemos direcionar esse motivos as questões financeiras, visto que a logística para gravação de clipe deve ser muito superior à gravação de uma live. 

Embora muitos questionem os projetos recentemente lançados e duvidem do "ao vivo" em alguns casos, os vídeos continuam tendo boas visualizações, provando que as "Lives" são um sucesso e que também vieram para ficar. Talvez uma reformulada ou moderada na quantidade ajude a amenizar o descontentamento que vemos nos últimos dias. 

Alisson Lima | DESKTOP GOSPEL 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.