Recentes

Desktop Analisa: "Meu Coração é Teu Altar", lançamento de Shirley Carvalhaes

O mês de abril está recheado de lançamentos, entre eles Suellen Lima, Elaine de Jesus, Eliane Fernandes, Deise do Vale, Antônia Gomes, Lucely Uchôa e, é claro, Shirley Carvalhaes.  A nossa querida cantora pentecostal não poderia nos deixar esperando mais um mês para lançar seu tão esperado CD.


“Meu Coração é Teu Altar” era um dos CDs mais esperados de 2016. É composto por 10 faixas de composições e produções diversas. Felizmente, a escolha do repertório não nos decepcionou e Shirley mostrou que ainda continua sendo uma das maiores cantoras pentecostal por lançar seu 34º álbum sem fugir de seu estilo. O álbum foi produzido por Ronny Barbosa, Cleybinho e Edmilson Braga e conta com 3 regravações, além de 2 participações especiais. 

A primeira faixa do disco começa com um solo de guitarra, leves toques de violão e poucas batidas de bateria. “Como na Primeira Vez” é uma adoração e um clamor que na qual pedimos para que Deus surpreender-nos novamente como na primeira vez. A canção tem participação do compositor Gidel Lannes, vocalista do ministério Casa de Davi, que já gravou esta canção em um de seus discos.  Há pouca participação do back vocal, mas isto não deixa a canção feia nem sem graça, talvez uma participação maior estragasse a canção. 


“Vou Adorar” é uma das minhas favoritas do CD e, sem dúvidas, o chiclete do CD. Introduzida pelo teclado e instrumentos de corda, em poucos segundos o back vocal junto com a cantora entram cantando o nome da canção. Seu refrão fica gravado em sua cabeça com poucas reproduções, por ser um refrão fácil de decorar. “Vou adorar, vou adorar, meu louvor invade o céu e move a mão de Jeová”. 

Assim como a primeira faixa, a canção “Não Vou Desistir” também tem uma bela participação do compositor Matheus Aguiar e já foi gravado pelo cantor Raphael Dias. A canção tem leves toques de teclado e dos instrumentos de corda. Sua ponte – “eu não vou parar, não vou desistir” – é a parte mais empolgante da canção, que na qual não há como ficar em silêncio apenas ouvindo (rs).
Clique na imagem para ampliar

Sem dúvidas, Shirley não poderia deixar de lado uma canção para os queridos “canelas de fogo”! A quarta faixa não segue a letra clichê de outras canções com o mesmo estilo. Ela já começa dizendo: “se aqui tem adorador, manifesta”. “A Hora é Essa” é composição de Denner de Souza e, sem dúvidas, uma canção que cabe muito bem quando louvarem corinhos de fogo nas vigílias.

Outra favorita minha é “Um Escolhido”. A canção é iniciada com o teclado, logo toda a banda junto com o back vocal entra para a introdução, mas após Shirley cantar os primeiros versos, apenas o violão e teclado é tocado. Seu refrão tem uma interpretação forte junto com o back vocal e a bateria - “vai, vai, quem te garante é o Senhor; vai, vai, e avisa pra quem duvidou”. Composição de Anderson Pontes.

A sexta faixa nos transmite o verdadeiro significado da palavra “Adorar”.  A canção é composição de Anderson Freire e já foi gravado por Léa Mendonça e Bruna Lopez. Como o nome já diz, a canção segue no estilo adoração e tem uma linda presença do back vocal em seu refrão. “Entendo o que é adorar quando me renuncio e começo a te imitar”.

“Roda da Vitória” é uma canção que tem certo destaque pelo seu tema. Sua letra (principalmente o refrão) assemelha-se á música “Pode ser Você”, da cantora Elaine de Jesus – “a roda gira, gira toda hora, chegou a sua vez, chegou a sua hora”. Sua ponte chama atenção por ser cantada pela cantora junto com o back vocal em seu primeiro ciclo a capella, logo em seguida a banda entra novamente e abrilhanta a canção.

A oitava faixa é uma das canções de menos destaque. “Maior em Excelência” exalta o nome do Senhor e mostra sua soberania acima de tudo e de todos. Há uma grande participação da percussão (o que não é notório nas outras faixas). Composição de Denner de Souza.

“Vai Dar Certo” é outra canção chiclete do CD, composta por Junior Maciel e Josias Teixeira. Introduzida pelos instrumentos de corda, a canção diz sobre os projetos e sonhos criados em nossa vida darão certos, pois “quando Deus quer agir, ninguém pode impedir a sua vitória”. A forte presença dos instrumentos de corda abrilhanta a canção e não deixam a desejar. 

E para encerrar a análise (aaah), nada melhor que mais um corinho de fogo. A introdução de “É Pra Guerrear” me lembrou muito o ministério Ardendo em Fogo – um dos maiores ministérios de corinho de fogo – pelo solo do violão e por ouvir a percussão e a bateria se preparando com chocalho e pandeiro para iniciar a tocar. Em certa parte da canção, há lembrança também de “Faraó ou Deus”, um dos sucessos na voz de Shirley. “Guerreia as crianças, guerreia mocidade, guerreia as irmãs de todas as idades (...)”. E para fechar com chave de ouro, Shirley encerra dizendo: “eita glória”! 

 Após analisarmos todo o álbum, podemos dizer que este foi um dos melhores CDs lançado neste ano de 2016. Os produtores acertaram em cheio em toda a produção musical, e mostraram que 3 produtores não é problema para produzir um CD de sucesso. 

Após 4 anos afastada de qualquer lançamento, Shirley nos mostrou que não perdeu a essência de realmente louvar e adorar a Deus. Todas as canções tiveram belas interpretações, além de arranjos que fizeram deste CD um CD que valeu a pena esperar.  

A parte gráfica foi assinada pela Observ Design, que mais uma vez realizou um ótimo trabalho ao produzir toda a arte contida no encarte. 

Destaque ás canções “Como na Primeira Vez”, “Vou Adorar”, “A Hora é Essa”, “Um Escolhido” e “Roda da Vitória”. E você? O que achou deste lançamento que foi um dos mais esperados do ano? Não deixe de comentar.

Até a próxima análise!

Matheus Seixas | DESKTOP GOSPEL

5 comentários:

  1. Eu achei o CD espetacular, muito lindo, nenhuma música decepcionou ou dá vontade de pular pra outra quando estou escutando. A minha preferida é Vou Adorar, acho que é um dos melhores CDs já lançado por Shirley sinceramente!

    ResponderExcluir
  2. Pra mim a música mais linda que combina a melodia com a letra é "Adorar" de Anderson Freire. Primeiro que o compositor é um dos melhores, segundo que os arranjos musicais e back vocal ficaram espetaculares, ouvi as versões das outras cantoras e não me agradou como a versão da Shirley.

    ResponderExcluir
  3. Com certeza o mais esperado da música pentecostal em 2016! E não "negou fogo": rs

    ResponderExcluir
  4. Muita boa a analise Shirley realmente nao decepciona... Fez um CD lindão todas as musicas bem produzidas, arranjos perfeito.. A minha favorita é UM ESCOLHIDO MAS GOSTEI De todas

    ResponderExcluir
  5. Lindo demais. E parabéns pela a análise... Porém não se pode deixar de citar que o Eita Gloria da Cassiane tá virando febre.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.