Recentes

Dilma Rousseff vira alvo de Malafaia após defender a criminalização da homofobia

Pastor afirmou que apoiará Marina Silva no 2° turno
A atual Presidente da República, Dilma Rousseff, que neste ano tenta a reeleição, por muito tempo ficou em cima do muro quanto ao assunto criminalização da homofobia para não perder o apoio da bancada religiosa. 

Contudo, nesta segunda-feira(01), após participar do Debate com os demais Presidenciáveis transmitido pelo SBT, Dilma Rosseff decidiu se posicionar: "Olha, eu acho que não se deve mudar a proposta, principalmente quando se referia a direitos. Eu, pessoalmente, e como política e governante, eu sou contra qualquer forma de violência contra pessoas. Acho que a gente tem de criminalizar a homofobia".

Após as declarações da Presidenta, Silas Malafaia, que foi o principal crítico do plano de governo da presidenciável Marina Silva, divulgado na sexta-feira(29), pelas mesmas razões, respondeu à posição da candidata do PT.

"Dilma apoia a criminalização da homofobia. Vamos combina: Os gays votam em Dilma, e o restante vota em Everaldo, Aecio, Levy, e Marina. O ativismo gay retira o apoio a Marina, MARAVILHA! No 1 turno vou votar no Everaldo pois tenho palavra. No 2 voto em Marina.", escreveu o pastor, em sua conta no Twitter.

Malafaia não só repostou as mensagens no decorrer da tarde como chamou de hipocrisia política o fato da Presidenta ainda querer beneficiar as igrejas: "A HIPOCRISIA DE DILMA: apoia a causa gay, me persegue como ja denunciei, e agora diz q vai beneficiar as igrejas. PIADA! HIPOCRISIA POLITICA!".

Tecnologia do Blogger.