Recentes

Dilma Rousseff finalmente se posiciona: "A gente tem de criminalizar a homofobia"

Candidata se posicionou pela primeira vez após debate no SBT
Se por um lado, a presidenciável Marina Silva conquista os evangélicos com seus discursos conservadores, Dilma Rousseff, atual Presidente da República que tenta sua reeleição, vai na direção oposta ao se posicionar à favor da criminalização da homofobia.

"Olha, eu acho que não se deve mudar a proposta, principalmente quando se referia a direitos. Eu, pessoalmente, e como política e governante, eu sou contra qualquer forma de violência contra pessoas. Acho que a gente tem de criminalizar a homofobia" comentou Rousseff, na noite da última segunda-feira(1), ao sair do debate transmitido pelo SBT.

O assunto surgiu devido as mudanças feitas no plano de governo da candidata do PSB divulgado na última sexta-feira(29), que, após ser criticado por muitos evangélicos, entre eles Silas Malafaia, publicou uma nota de esclarecimento e ainda as alterações convenientes.

Quanto à Dilma Rousseff, ela há muito tempo vem deixando o assunto de lado. No ano passado por exemplo, a Presidenta articulou com ajuda de uma ministra o adiamento da votação da PL 122, projeto de lei que justamente quer criminalizar a homofobia. Dois anos antes, em 2011, ela também suspendeu o kit anti-homofobia. Ambas ações visavam não perder o apoio de bancada religiosa para as eleições em outubro próximo.

Com informações da Brasil Post
Tecnologia do Blogger.