Recentes

Oi? Por irregularidades, Templo de Salomão da Universal pode ser demolido

Templo é o maior espaço religioso do Brasil  
As polêmicas envolvendo o Templo de Salomão da Igreja Universal do Reino de Deus, inaugurado no último dia 31 de julho, não param de surgir. Depois de várias críticas, a obra que custou R$ 680 milhões pode ser demolida.

O motivo, segundo uma reportagem publicada pelo site Pragmatismo Político, seria porque o Templo foi construído com alvará de reforma, não de construção.

Em 2008, antes mesmo do inicio das obras, a prefeitura de São Paulo deu permissão para a construção através de um alvará de reforma emitido pelo Departamento de Aprovação de Edificações (Aprov), durante a gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD). Agora, o Ministério Público Estadual (MPE) está investigando se houve, de fato, irregularidades na construção do Templo de Salomão.


Diferente do alvará de reforma, o alvará de construção exigiria  que a igreja pagasse 5% do valor da obra aos cofres públicos, o que representaria R$ 35 milhões. Por conta disso, o promotor Maurício Antônio Ribeiro Lopes, que é responsável pelas investigações, disse, em entrevista à rádio CBN,  que se as suspeitas de fraude forem confirmadas, 40% da área total do terreno teria que ser destinado à moradia popular.

Contudo, essa medida extrema pode, mesmo que a fraude se confirme, não ser a melhor opção. Isso pelo fato de que o Templo já virou um dos cartões postais da cidade, é do dobro do tamanho do Cristo Redentor e quatro vezes maior que o Santuário de Aparecida, o antigo maior espaço de culto religioso do Brasil. A opção, portanto, deverá ser manter o Templo funcionando e atraindo turistas religiosos à cidade de São Paulo.

Com informações do Correio do Estado

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.