Recentes

TSE barra partido de Marina Silva para as eleições de 2014

A ex-senadora Marina Silva acreditou até o fim que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iria votar favoravelmente para a criação do partido Rede de Sustentabilidade. Mas nesta quinta-feira (3) a maioria dos ministros votou contra alegando que a legenda não cumpriu com as regras do TSE. 

Os ministros que votaram contra a criação da Rede foram: a ministra Laurita Vaz, relatora do caso, João Otávio de Noronha, Henrique Neves, Luciana Lóssio e Marco Aurélio Mello. Ao votar contra, Laurita disse “verifico o não cumprimento do apoiamento necessário, eu voto pelo indeferimento do registro da Rede Sustentabilidade”. 

Laurita concordou com o argumento do Ministério Público Eleitoral que questionou a quantidade de assinaturas, a Rede recolheu mais de 668 mil apoiadores, mas apenas 442 mil foram validados e para poder registrar o partido era necessário mais de 492 mil pessoas. 

A Rede diz que os cartórios invalidaram 95 mil assinaturas sem justificativas. A defesa da legenda acredita que os apoiadores foram rejeitados por não terem votado nas eleições passadas, sendo que alguns dos nomes votarão pela primeira vez em 2014 e outros já são idosos e, portanto, o voto é facultativo. 

Com a decisão do TSE a Rede não poderá participar das eleições de 2014, pois o prazo de filiação dos partidos termina neste sábado (5). Vale lembrar que nas pesquisas de intenção de voto Marina Silva estava ocupando o segundo lugar perdendo para a atual presidente, Dilma Rousseff, por pouco menos de 15 pontos. 

Com informações UOL | Gospel Prime
Desktop Gospel

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.