Recentes

Marco Feliciano nas páginas amarelas da Veja: "Eu acredito no diálogo"

A edição especial da Veja desta semana (20 de março), tem as páginas amarelas dedicadas a um homem que causou polêmica e dividiu opiniões nos últimos dias. O deputado federal Marco Feliciano, o novo presidente da Comissão de Direito Humanos e Minorias, fala com a exclusividade a uma das maiores revistas deste país.

"O deputado federal Marco Feliciano é metrossexual. Calma. A palavra define homens muito preocupados com a aparência, e ele preenche os requisitos básicos: alisa o cabelo, desenha a sobrancelhas, gosta de perfumes, usa anel.", ressaltando a vaidade do pastor, o que ainda incomoda mutos cristãos, a revista Veja abre a entrevista, por Juliana Linhares. 

Ao ser questionado sobre as acusações de racismo, por afirmar que o povo africano era amaldiçoado, Feliciano usa do livro de cabeceira, a Bíblia, para esclarecer a questão: "No Gênesis, a Bíblia conta que Noé, quando saiu da arca, embebedou-se e ficou nu. O filho mais novo dele, Cam, riu do pai e contou o que havia visto aos dois irmãos. Quando Noé soube da história(...) lançou uma maldição sobre o filho de Cam, Canaã. Disse que Canaã seria escravo(...) E de Canaã vieram aqueles que povoaram parte da Etiópia." diz.

"Eu não disse que os africanos são todos amaldiçoados. Até porque o continente africano é grande de mais(...) Minha mãe é negra" acrescentou.

Sobre os homossexuais, Feliciano expõe seu ponto de vista e conta o que o incomoda: "A minha formação cristã me ensina que o ato homossexual é errado, que é pecado. Eu não aceito o ato, mas aceito os homossexuais.".

O pastor da Assembleia de Deus, que se opõe abertamente ao ato homossexual, declara que não só contrataria uma babá com outra orientação sexual, dependendo de seu posicionamento, claro. Como tem, como decorador de sua casa um homossexual. "Quem fez a decoração da minha casa e organiza os aniversários de minhas filhas é um homossexual. Ele almoça comigo e com minha esposa. Por que? Porque é homossexual mas não faz o ato.".

Muitos outras questões foram esclarecidas pelo deputado federal Marco Feliciano, além de mencionar companheiros da bancada evangélica, falou sobre politica e afirmou "Em 2014, a conversa vai ser muito deferente". 


Confira toda entrevista na íntegra:

Fonte: Revista Veja | Edição 2313
Por Gilson Evangelista | Desktop Gospel


Um comentário:

  1. Acho que ele se saiu muito bem em seus argumentos e nao vi nenhum preconceito da parte dele a ninguem,tudo que ele falou esta embasado na biblia,e podem ter certeza,tem o apoio de milhares de brasileiros.E se conseguirem destitui-lo podem certeza aparecerá outro,nem adianta espernear. Quem tem sido preconceituoso sao ativistas no mov GLS que generalizam os cristãos como sendo todos loucos e ignorantes,o q sabemos que não é verdade.E agora tem o papa que pensa como a maioria dos brasileiros,a favor da familia tradicional,vao atacá-lo tbm?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.