Recentes

Zé Bruno ironiza Troféu Promessas

Zé Bruno ironiza Troféu PromessasLiderando uma das principais bandas de rock gospel do Brasil, Zé Bruno, pastor da igreja A Casa da Rocha, gerou polêmica no Facebook ao escrever um texto ironizando o Troféu Promessas, falando da busca por votos e da ansiedade forçada em querer ganhar a premiação. 

No artigo “Quero ganhar o Troféu Promessas” escrito em sua página pessoal e também na página da banda, o vocalista e guitarrista da banda Resgate fala sobre o mundo “faz de conta” que rege o segmento gospel. 

Quase mil pessoas compartilharam a mensagem e mais de 400 debateram sobre a opinião do pastor, muitos concordando com os rumos que a música evangélica tomou e outros tentando discutir se o texto foi uma indireta para algum grupo ou ministério de louvor.

Leia na íntegra:

“Quero ganhar o Troféu Promessas
Atenção seguidores do twitter, irmãos da Igreja e amigos do Facebook, vamos combinar uma coisa:

Eu faço de conta que não pedi nada a vocês, e vocês fazem de conta que não ouviram nada.

Vocês fazem de conta que foi iniciativa espontânea e acessam o site do Troféu Promessas.

Aí vocês votam tipo 50 ou 100 vezes cada um pra fazer de conta que foram muitas pessoas diferentes que votaram em mim.
O Comitê Organizador fica satisfeito porque fez de conta que seu Troféu mobilizou votos de milhões de pessoas, e todo mundo fica feliz!
Eu faço de conta que estou ansioso pelo resultado, mesmo sabendo que outros artistas fazem o mesmo.

Não se esqueçam, todos nós estamos fazendo de conta que nada disso está acontecendo.
Vocês podem, tipo assim, fazer de conta que estão preocupados com minha ansiedade, e até podem mobilizar uma campanha de oração por mim, e Deus…bom…não posso afirmar que Deus faz de conta que ouve…mas tudo bem vai…
Aí então eu recebo o Troféu de “faz de conta”, e tento fazer de conta que minha mediocridade nunca existiu.

Aliás posso concorrer com uma música americana, tipo versão em português, e receber o troféu no Brasil fazendo de conta que o compositor americano é tonto…bom…vá lá…americano é tudo tonto mesmo…

Vocês fazem de conta que ficaram espantados com a minha vitória, e fazem de conta que sou uma bênção.

Daí eu dou testemunho dizendo que Deus me honrou, fazendo de conta que eu nunca soube que tudo foi combinado, tipo Lula, e até deixo cair umas lágrimas de “faz de conta”
A Mídia Gospel faz de conta que sou um sucesso, e publica o fato, e eu faço de conta que acredito que sou incrível.
Quem sabe até um programa de auditório me convide pra mostrar o Troféu fazendo de conta que a gravadora não pagou jabá pra eu estar lá…já pensou!
Aí eu digo que até os ímpios estão reconhecendo o valor da música evangélica, e eu faço de conta que foi a minha “unção” a responsável por tal feito.

Coitado só do povo né…que consumirá o meu CD, sem saber do “faz de conta”, mas tudo bem…eles são café com leite.

Meu Deus! Vai ser demais!!!!

Nós todos fazemos de conta que nosso mundico gospel é poderoso e que nosso mercado é sério.

Podemos ainda fazer de conta que isso não é idiotice.
Podemos fazer de conta que somos felizes e que isso é um avanço…
Depois fazemos de conta que foi bênção vinda dos céus, e louvamos a Deus em agradecimento, cantando minha música é claro…aquela americana que eu fiz uma versão em português pra concorrer como melhor canção gospel no Brasil, lembra?

Deus, que por sua vez não teve nenhuma participação nisso, não consegue fazer de conta que não viu nossa infantilidade…paciência…

Mas nós que vivemos no mundo de “faz de conta”, fazemos de conta que tá tudo certo, afinal de contas esse reino que inventamos é o país das Maravilhas, e nós??…nós somos Alice, é lógico…quer dizer, fazemos de conta que somos, é claro.

Na premiação todos estarão lá; o Coelho branco de colete a Lagarta azul, a Duquesa, a Rainha de copas e o Gato de Cheshire.

O Chapeleiro maluco nos avisará quando for a hora do chá, e a Lebre de março e o Arganaz vão ajudá-lo no cerimonial.
Todos sabem que a Tartaruga é falsa, mas dançam assim mesmo na quadrilha da Lagosta.

Ai meu Deus…será que conseguiremos algum dia correr o risco da simplicidade?
“…difícil é viver a vida assim sem aventura, deixar ser pelo coração…se é loucura, então melhor não ter razão…”
Amigos cantores e artistas, não se ofendam com o humor ácido das palavras de um pobre maluco como eu que faz de conta que é pensador.

Se fiz mal, é fácil resolver o problema…afinal, depois de tanto “faz de conta”, basta fazer de conta que eu nunca escrevi nada, e tá tudo certo.

Zé Bruno”
Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.